Pela primeira vez pudemos ampliar nosso atendimento em dois centros comunitários, além do que já fazíamos na unidade em Zahlé. Foi realmente um dia muito especial para nosso time.

Na parte da manhã seguimos a rotina na mesma unidade, com a diferença de não termos mais a Fernanda na triagem que havia retornado ao Brasil. Marina fez a substituição à altura e eu fui para triagem nos consultórios. Lembro de receber este senhor muito simpático com os pés e as mãos todos rachados, além de muitas mulheres e crianças.

thumb_QUI_3656_1024

Como teríamos atendimento médico externo parte da tarde, combinamos de distribuir somente 30 senhas para a equipe, ampliamos para 50 e, como o ritmo estava ótimo, finalizamos com 80 atendimentos médicos somente na parte da manhã.

thumb_QUI_2908_1024thumb_QUI_2827_1024thumb_QUI_2840_1024

A tarde fomos para os centros comunitários localizados ao lado dos campos de refugiados. Lá funcionam uma escola infantil, lavanderia comunitária e oficinas de costura para atender a população necessitada. São cerca de 800 famílias nestes campos. Então pensei…uau! teremos muito trabalho por lá!

thumb_QUI_3677_1024thumb_QUI_2858_1024

Não foi diferente do que imaginávamos…muitas crianças doentes, idosos e pessoas que não conseguiriam ir até nós se não estivéssemos por lá. Foi interessante notar que os homens sentavam separado das mulheres enquanto aguardam o atendimento.

thumb_QUI_3787_1024

Aproveitei os minutos que teríamos antes de começar os atendimentos e fui até as tendas para conhecer e fazer umas fotos. Tudo muito simples e em condições precárias. Algumas famílias possuíam até carro (que não é muito caro se compararmos ao Brasil) pois transporte publico naquela região é muito precário.

thumb_QUI_3720_1024thumb_QUI_3709_1024

thumb_QUI_3778_1024

Nesse meu desbravamento entre as tendas encontrei algumas crianças saindo para escola. Foi um momento de muitas risadas e bagunça…acho que agitei a molecada antes da aula…me chamavam de “teacher”, gritavam e posavam para as fotos.

thumb_QUI_3735_1024thumb_QUI_3749_1024QUI_3744

Sai junto com Marcos Amados para visitar a outra unidade…lá estavam Leo, Marieli e Yasser, atendendo sozinhos cerca de 80 pessoas no centro comunitário ao lado de outro acampamento de refugiados. Saíram de lá mais tarde, pois a fila estava grande.

thumb_QUI_3865_1024thumb_QUI_3831_1024

Ao retornamos ao primeiro acampamento nos deparamos com uma situação de “guerra”…pessoas implorando para serem atendidas não respeitando mais a ordem dos atendimentos. Eles sabiam que ficaríamos somente aquela tarde e precisavam garantir que seriam atendidos de qualquer maneira. Chorei ao ver as mulheres com seus bebês nas mãos sinalizando que estavam com febre…me imploravam para entrar na sala. Dani, nossa única pediatra, estava exausta e sobrecarregada tamanha a demanda naquele dia. Então, pedi ao Roque que nos ajudasse com os bebês. Ele prontamente me disse: “Manda!”. Curioso para nós e não para eles, apareceu um bebê com os olhos pintados…ela tinha apenas 11 dias de vida.

thumb_QUI_3825_1024

Infelizmente tivemos que fechar os portões e essa tarefa foi difícil,  não tinhamos braço e nem tempo para continuar os atendimentos. As mães empurravam as crianças na grade para serem atendidas. Mesmo assim, não em que fomos embora as crianças vieram se despedir e correram atrás do nosso carro até sairmos do acampamento.

thumb_QUI_3884_1024

Foi o dia em que mais atendemos. Foram 240 atendimentos médicos e 40 odontológicos. Para mim, foi o dia mais rico em ensinamentos e satisfação.

4 comentários sobre “6° dia – Alargando as tendas

  1. Que guerra amigos….vendo nosso amigo guerreiro Tenente Quintela ( Luciano) descrever nessa pagina…me faz voltar no tempo e lembrar dessas criancas pra serem atendidas e do portao fechado com gritos atras das grades.
    Acho qua nunca mais esquecerei disso…..e o pior e que mesmo nao podendo serem mais atendidas ainda nos esperaram entrar na Van, todas sorridentes e corriam atras do carro enquanto partiamos sem poder atende-las…..sumiram atras do po……Deus tenha misericordia…de nos e delas…..
    Que o Espirito Santo possa alcanca-las…..um dia quem sabe….

    saudades de voces amigos.
    Deus abencoe a todos….

    Roque

    Curtido por 1 pessoa

  2. A alma generosa prosperará e aquele que atende também será atendido.
    Provérbios 11:25
    Quanto alívio vocês puderam proporcionar, o fio de esperança, a essência do evangelho!
    Que Deus os faça ir cada vez mais longeeeeeeee. Equipe abençoada e abençoadora!
    Deus abençoe os refugiados de perto e de longe.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s